EDIÇÕES CULTURAIS

 

 

Início

Fale conosco
Contact us


Catálogo
 

 


 

Catálogo

Capítulos

English

Saiu na imprensa

MINERAIS E PEDRAS PRECIOSAS DO BRASIL



Capa dura, 712 páginas, com 1.200 fotografias em cores, gravuras e desenhos. Seu formato fechado é de 24 x 18 cm
preço de capa: R$160,00.



 

Primeira reimpressão revisada, atualizada e acrescida de um Índice Remissivo. Foram atualizados diversos grupos minerais, como o da microlita, recentemente redefinidos à luz de novas descobertas. Foram incluídos 13 novos minerais descobertos no Brasil a partir de 2010, tais como a almeidaíta. A obra tambén recebeu um índice remissivo de sete páginas que possibilita achar informações relevantes, tais como localidades e garimpos, nomes de minerais, mineralogistas e mineradores e os diversos capítulos da obra onde são citados.

O livro apresenta um vasto panorama histórico e iconográfico da produção nacional de minerais e pedras preciosas, com capítulos dedicados à arte lítica dos índios do Brasil, aos primórdios da mineralogia no País, registrados por viajantes, naturalistas e mineralogistas europeus, assim como aos gabinetes de curiosidades, museus mineralógicos, coleções privadas e coleções da Corte e da Família Imperial, com destaque para o Museu Nacional, o Museu de Ciências da Terra, o Museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas de Ouro Preto e o Museu de Geociências da Universidade de São Paulo. Ainda no aspecto histórico, a obra aborda a descrição de novos minerais no Brasil, e os ciclos do ouro e do diamante, com imagens de grande interesse, produzidas por diversos viajantes, até as espetaculares cenas vistas durante a febre do ouro em Serra Pelada, em décadas recentes, apresentando as maiores pepitas de ouro do mundo, pertencentes ao acervo do Museu de Valores do Banco Central do Brasil, em Brasília (fotos em anexo).

A obra retrata algumas das mais belas, notáveis e valiosas amostras brasileiras de esmeralda, água-marinha, heliodoro, morganita, turmalina, granada, topázio, euclásio, ametista e diamante, muitas vezes únicas no mundo, e que tornam o Brasil um dos maiores produtores mundiais de gemas.

Conforme a CPRM no seu prefácio para a obra:

“Para o Serviço Geológico do Brasil – CPRM, o apoio à reedição da obra Minerais e Pedras Preciosas do Brasil, de autoria de Carlos Cornejo e Andrea Bartorelli, significa ampliar a divulgação e a compreensão da mineralogia, disciplina que encanta a todos que deparam com espécimes minerais, desde os mais usuais aos de raridade extrema. Essa iniciativa, que integra as ações empreendidas para a comemoração de seus 45 anos, faz parte das atividades de difusão do conhecimento e da diversidade da Geologia do Brasil, de acordo com os objetivos de seu programa de publicações especiais.”

De acordo com Luiz Alberto Dias Menezes Filho, em seu prefácio para a obra: “Este livro descreve os minerais brasileiros, obras-primas da Natureza, que dotou o nosso subsolo de uma riqueza de variedade e qualidade incomparáveis. Os autores optaram por dar ênfase à história da mineralogia no Brasil, intimamente entrelaçada com a história da mineração brasileira, que tem se caracterizado por uma sucessão de superlativos: maior produtor mundial de ouro e de diamantes entre meados do século XVIII e meados do século XIX. Na atualidade, o maior produtor mundial de minério de ferro, estanho e nióbio, e importante produtor de manganês, alumínio, silício, tântalo, terras-raras, grafita, magnesita e inúmeros outros minérios. No campo dos minerais de coleção e gemológicos, o Brasil é o maior produtor mundial de turmalina (de todas as cores), de quartzo (incolor, rutilado, ametista e ágata), de berilos (água-marinha, morganita e heliodoro, e segundo maior produtor mundial de esmeralda), de topázio (imperial, azul e incolor), alexandrita, euclásio, fenaquita e muitos outros.” Menezes, ainda acrescenta: “Em nome dos colecionadores de minerais brasileiros, que contribuíram com a maior parte das fotos, gostaria de agradecer à VALE pela inédita e notável iniciativa de patrocinar a 1ª edição deste livro e à CPRM pela 1ª reimpressão atualizada, que deve contribuir para retratar a riquíssima história da mineração brasileira, com ênfase nas pequenas minerações de pegmatitos, fábricas de sonhos e de ilusões, que não só provêm condições de subsistência e de progresso a algumas das regiões mais pobres do Brasil, como permitiram o resgate desses espetaculares minerais, gerando importantes divisas para a Nação, bem como valiosíssimo conhecimento científico.”

Segundo Carlos Cornejo, um dos autores: “Este livro, como um cristal, formou-se aos poucos, incorporando, página a página, extraordinários tesouros minerais. Para dar origem a este museu de papel, percorremos minas e garimpos, visitamos museus e bibliotecas, e tivemos contato com colecionadores, mineralogistas e mineradores. O Brasil é um dos maiores produtores de minerais de importância econômica, pedras preciosas e espécimens mineralógicos de coleção do mundo, de onde a relevância de uma obra que descreva a surpreendente riqueza do reino mineral no País. Quisemos dar destaque à arte lítica e à utilização dos minerais pelos povos indígenas, à história das grandes descobertas de metais nobres e minerais-gema, e às excelentes amostras, por vezes únicas, existentes em museus e coleções particulares. Tudo ilustrado com aprimorada técnica fotográfica, justificando a edição de um livro que reúne imagens das maravilhas que já foram encontradas no subsolo brasileiro, reproduzindo fielmente sua cristalização, hábitos, cor e brilho, além de enfocar aspectos da sua extração, com abundante iconografia retratando a paisagem e o povo dos sertões do Brasil: os garimpos de ouro da Amazônia, as regiões diamantíferas e produtoras de pedras preciosas do Nordeste e do Sudeste, e as lavras de ágata e ametista dos planaltos gaúchos. A obra aborda aspectos ligados à produção de minerais e remonta aos tempos coloniais, seleciona relatos de viajantes e naturalistas, e reproduz gravuras realizadas por notáveis ilustradores, fazendo parte dessa documentação importantes imagens históricas. Ressalte-se que o livro trata dos minerais também como objetos de interesse cultural, incutindo no leitor a percepção das pedras preciosas e minerais como produtos estéticos naturais, a serem resguardados para que futuras gerações possam contemplar este insubstituível legado da Natureza.”

Andrea Bartorelli, o outro ator acrescenta: “Ao iniciar o projeto editorial deste livro, surpreendeu-nos o entusiasmado apoio dos amigos, colecionadores, estudiosos, técnicos, mineradores, garimpeiros, donos de lavras e museus, que incessantemente afluíram com amostras, fotografias, documentos, textos, sugestões e correções. Puseram à disposição suas coleções, acervos, vitrines e cofres, que puderam ser fotografados e documentados com toda a dedicação que demandavam. Suas contribuições foram tantas que o livro foi se avolumando de maneira inesperada. Os minerais são reproduzidos nas fotografias como foram encontrados na Natureza, não tendo sofrido qualquer processo de facetamento ou polimento, à exceção das ágatas e de algumas pedras lapidadas.

É abordado o histórico da mineração no Brasil e seus personagens, desde os ciclos do ouro, da esmeralda e do diamante, até as descobertas minerais modernas, como a do ferro da Serra dos Carajás.

Entre os principais brasileiros dedicados à mineralogia brasileira destaca-se a figura de José Bonifácio de Andrada e Silva, o Patriarca da Independência, o maior mineralogista e colecionador do Brasil de sua época. Membros da Família Imperial também se dedicavam a coleções de minerais, como a Imperatriz Leopoldina, o Imperador Dom Pedro II e o príncipe Dom Pedro Augusto de Saxe-Coburgo-Gotha e Bragança. Esperamos com esta publicação ajudar a incentivar a admiração e a preservação de amostras das diversas espécies minerais, uma riqueza única e rara, comparável à das mais valiosas obras de arte.”
 




 

 

 

Desenvolvido por:
MR Informática 2002