VOLTAR

MINERAIS E PEDRAS PRECIOSAS DO BRASIL
CARLOS CORNEJO

GARIMPEIROS

Garimpo de diamantes no Rio Lageado, perto do vilarejo de Lageado, atual Guiratinga, na bacia do Rio das Garças, Mato Grosso, em 1931. No seu afluente, o Rio Bandeira, foi descoberto em 1924 o célebre diamante “Jalmeida”, com 109,50 quilates, provocando uma corrida. Apreciam-se vários petrechos de trabalho, tais como um bote improvisado, escafandros e grandes bateias de madeira. Algumas pessoas do grupo são visitantes, há uma mulher no meio e um dos garimpeiros exibe sua arma na cartucheira. Fotografia tirada durante a expedição do paulista Hermano Ribeiro da Silva, em 1931, junto aos seus colegas Francisco Brasileiro, Domiciano Uchoa Fagundes, Manuel Pires do Rio e Durval Xavier, cujas andanças foram descritas na obra Garimpos de Mato Grosso, em 1936. O sertanista Hermano Ribeiro da Silva comandava a Bandeira Anhanguera, para contatar os arredios índios Xavantes, na região do Rio Xingu, na Serra do Roncador, noroeste de Mato Grosso, quando faleceu de malária em 24 de novembro de 1937, perto de Cocalinho, na divisa de Mato Grosso e Goiás, sua morte causando grande consternação na capital paulista. Cartão-postal do acervo de Carlos Cornejo.