SOLARIS EDIÇÕES CULTURAIS
Nau Brasilis:  a história, a trajetória e a retomada da construção  naval brasileira
Autor: Carlos Cornejo.

154nau

A silhueta do navio Skandi Niteroi, lançado ao mar em 23 de junho de 2009 e sendo finalizado no cais de acabamento do Estaleiro Eisa, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro. Trata-se de um OSCV (offshore subsea construction and maintenance vessel ou navio de apoio para construção e manutenção submarina), de 142,20 metros de comprimento por 27 de boca, e 3.940 tpb, construído pelo Estaleiro Eisa por encomenda da STX Brazil Offshore para o armador Dofcon Navegação, com financiamento do Fundo da Marinha Mercante por meio do BNDES. À direita, silhueta de parte da estrutura do Up Rubi, PSV (platform supply vessel ou navio de apoio a plataformas), lançado ao mar em 17 de dezembro de 2008, com 84,60 metros de comprimento e 4.227 tpb, encomendado ao Eisa pela UP Offshore Apoio Marítimo. Fotografia de Carlos Cornejo.


Navegar por todas as fotos.