SOLARIS EDIÇÕES CULTURAIS
Nau Brasilis:  a história, a trajetória e a retomada da construção  naval brasileira
Autor: Carlos Cornejo.

226b_nau

Desenvolvimento do projeto, com técnicas sofisticadas de modelagem estrutural e projeto hidrodinâmico, para o navio porta-contêineres Log-In Jacarandá, de 218,45 metros de comprimento e capacidade para 2.808 TEUs, encomendado pelo armador Log-In para a Projemar. Entre os aproximadamente mil projetos já desenvolvidos pela Projemar, destacam-se os do navio multipropósito Frotabelém, com 133,45 metros de comprimento, 10.900 tpb e capacidade para 666 TEUs, construído pelo Estaleiro Emaq, que, em 1994, foi selecionado como um dos Significant Ships pelo Royal Institution of Naval Architecs, do Reino Unido. Em 1996, igual reconhecimento obteve o projeto do navio multipropósito Frotasantos, com 168,30 metros de comprimento, 19.960 tpb e capacidade para 1.254 TEUs. Em 1998, o destaque coube ao graneleiro tipo panamax Ever Victory, do armador MCP, de Taiwan, com 225 metros de comprimento e 69 mil tpb, construído pelo Eisa. Em 2008, a Projemar desenvolveu o projeto do graneleiro Gypsum Integrity, da Gipsum Transportation, de Taiwan, com 197,10 metros de comprimento e 47.800 tpb, construído pelo Estaleiro Eisa. Atualmente, a Projemar é responsável pelo projeto para a Transpetro de quatro navios “produto”, com 228 metros de comprimento e 72.900 tpb, e de quatro navios-tanque para produtos claros, de 182,85 metros de comprimento e capacidade para 48.300 tpb, a serem construídos pelos estaleiros Eisa e Mauá, respectivamente. Ainda para a Transpetro, a Projemar participou nos projetos das plataformas semissubmersíveis P-19 e P-40; das FPSO P-31, P-34, P-37, P-43, P-47, P-48, P-50 e P-54, entre outras muitas unidades de alta tecnologia vinculadas à prospecção, extração e transporte de petróleo. Imagem por cortesia da Projemar S.A. Estudos e Projetos de Engenharia.


Navegar por todas as fotos.