SOLARIS EDIÇÕES CULTURAIS
Nau Brasilis:  a história, a trajetória e a retomada da construção  naval brasileira
Autor: Carlos Cornejo

53nau
 

O cruzador Almirante Barroso, construído pelo Arsenal de Marinha da Corte com projeto do engenheiro naval Capitão-Tenente João Cândido Brasil e máquinas projetadas pelo Capitão-Tenente Manoel José Alves Barbosa. Teve a quilha batida em 1º de março de 1880 e foi lançado ao mar em 17 de abril de 1882, com a presença de Dom Pedro II e de seu homenageado, o Almirante Francisco Manuel Barroso da Silva, Barão do Amazonas, herói da Batalha de Riachuelo. De construção mista (madeira e aço) e propulsão mista (a vela e vapor), possuía 71,25 metros de comprimento e deslocava 2.050 toneladas. Incorporado à Esquadra em 26 de junho de 1884, em 7 de outubro de 1888, zarpou do Rio de Janeiro para realizar a segunda viagem de circunavegação realizada por um navio de guerra brasileiro, navegando 36.692 milhas e retornando ao porto de origem em 29 de julho de 1890. Em 21 de maio de 1893, durante sua segunda viagem de circunavegação, naufragou no Mar Vermelho, a 120 milhas do Canal de Suez. Fotografia de Marc Ferrez, do acervo da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha. Reprodução de Marcelo Lerner.

 

Navegar por todas as fotos.