SOLARIS EDIÇÕES CULTURAIS
Nau Brasilis:  a história, a trajetória e a retomada da construção  naval brasileira
Autor: Carlos Cornejo

72a_nau

Carreira de construção dos navios mineiros varredores Carioca (C1) e Cananéia (C2), cujas quilhas foram batidas em 6 de novembro de 1937 no novo Arsenal de Marinha da Ilha das Cobras. Ao fundo, destacam-se diversas construções de interesse histórico para a cidade do Rio de Janeiro, tais como as torres e a cúpula da Igreja de Nossa Senhora da Candelária (à esquerda), o Edifício A Noite (arranha-céu mais alto da cidade) e as duas pequenas torres do Mosteiro de São Bento (à direita). Imagem datada de 12 de setembro de 1938, do acervo da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha. Reprodução de Marcelo Lerner.


Navegar por todas as fotos.