SOLARIS EDIÇÕES CULTURAIS
Nau Brasilis:  a história, a trajetória e a retomada da construção  naval brasileira
Autor: Carlos Cornejo

77nau

Lançamento ao mar do contratorpedeiro Marcílio Dias (M1), nas oficinas do Arsenal de Marinha da Ilha das Cobras, às 15 horas de 20 de julho de 1940. Os outros dois contratorpedeiros da Classe “M” produzidos pela Marinha foram o Mariz e Barros (M2) e o Greenhalgh (M3), lançados ao mar em 28 de dezembro de 1940 e em 8 de setembro de 1941, respectivamente. Os três possuíam comprimento de 104 metros e deslocamento normal de 1.734 toneladas. No mar, observam-se alguns dos navios-mineiros da Classe “C”: o Carioca (C1), o Cananéia (C2), o Camocim (C3) e o Cabedelo (C4), também produzidos pelo Arsenal de Marinha. Imagem do acervo de Antonio Giacomelli.


Navegar por todas as fotos.