Voltar

NAVIOS E PORTOS DO BRASIL
Nos cartões-postais e Álbuns de Lembranças
João Emilio Gerodetti e Carlos Cornejo


O Principessa Mafalda saindo da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, por volta de 1920, avistando-se, à esquerda, o Pão de Açúcar. Foi construído pelo armador Lloyd Italiano, que seria incorporado pela Navigazione Generale Italiana em 1918. Tinha capacidade para 1.530 passageiros em acomodações de primeira, segunda e terceira classes. Nesta vista, as chaminés do navio já exibem as cores da NGI.