Voltar

NAVIOS E PORTOS DO BRASIL
Nos cartões-postais e Álbuns de Lembranças
João Emilio Gerodetti e Carlos Cornejo

O Windhuk tinha capacidade para 490 passageiros em acomodações de luxo e servia portos africanos. Em 1939, ao ter início a Segunda Guerra Mundial, procurou refúgio no Porto de Santos, onde foi apresado pelo Governo brasileiro em 1942. Naquele mesmo ano, foi vendido aos Estados Unidos, convertido em navio-transporte de tropas e rebatizado LeJeune.